Publicidade

Santa Rita do Pardo liderou no interior do Estado número de cirurgias do 'MS Saúde'

Na primeira fase do programa, foram realizadas 1569 cirurgias em Santa Rita do Pardo

05/05/2024 às 10h32 Atualizada em 05/05/2024 às 11h05
Por: Redação Fonte: Santaritense
Compartilhe:
 Na primeira fase do programa, foram realizadas 1569 cirurgias em Santa Rita do Pardo
Na primeira fase do programa, foram realizadas 1569 cirurgias em Santa Rita do Pardo

Iniciado em julho do ano passado, o mutirão de cirurgias "MS Saúde: Mais Saúde, Menos Fila", custeado com recursos federais e estaduais, será prorrogado por mais um ano em Mato Grosso do Sul. Na primeira fase do programa, Santa Rita do Pardo se destacou liderando no interior do Estado o número de cirurgias. 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou ontem (3) que pretende chamar mais 48.778 pacientes do SUS para fazer procedimentos cirúrgicos eletivos (não urgentes), até abril de 2025.

No dia anterior, quinta-feira (2), a pasta publicou no Diário Oficial do Estado a lista de cirurgias que poderão ser inclusas no mutirão, conforme demanda da população que cada prefeitura apresentar. Entre elas estão a bariátrica e as ortopédicas.

Continua após a publicidade

Outras vão atender pacientes com casos de anomalia craniofacial; oftalmológicos; vasculares; geniturinário (órgãos genitais e urinários); cirurgia geral; otorrinolaringologia; plástica reparadora; e cabeça e pescoço.

Primeira fase

Continua após a publicidade

A SES informou que chegou bem próximo à meta de fazer cirurgias em 15 mil pacientes entre julho do ano passado e abril deste ano. Conforme o controle interno da pasta, foram realizadas 14.727, no total.

A maioria foi de cirurgias oftalmológicas (8.682). Vêm depois as cirurgias no aparelho digestivo, órgãos anexos e parede abdominal (3.704); sistema de ossos e músculos (1.002); aparelho geniturinário (759); vias aéreas superiores da face e pescoço (315); e aparelho circulatório (265). 

Campo Grande teve a maior parte: foram 3.295 procedimentos. Na sequência, estão Santa Rita do Pardo (1.569); Cassilândia (1.092); Costa Rica (1.053); Aquidauana (795); Coxim (681); Bataguassu (613); Sidrolândia (608); Maracaju (604); Miranda (551); Corumbá (536); Chapadão do Sul (436); Aparecida do Taboado (419); e Itaquiraí (385).

Mais municípios com cirurgias já realizadas dentro do mutirão são Fátima do Sul (374); Três Lagoas (336); Bonito (311); Camapuã (305); Paranaíba (212); Rio Brilhante (131); Nova Alvorada do Sul (113); Anastácio (107); Itaporã (104); Naviraí (90); Sonora (21); Caarapó (18); Jardim (14); e Dourados (4).

"É importante ressaltar que os municípios receberam pacientes de várias cidades. O não aparecimento na lista não significa que o município em questão não foi atendido, já que não são todos que possuem hospitais habilitados para tais procedimentos", esclareceu a SES em nota.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias