Publicidade

Policiais militares de Santa Rita do Pardo concluem capacitação do Programa Mulher Segura

Treinamento fortalece atendimento a vítimas de violência doméstica na região

08/07/2024 às 11h07 Atualizada em 12/07/2024 às 11h17
Por: Redação Fonte: Redação Santaritense
Compartilhe:
Os representantes da 7ª CIPM, Cabo PM Éder de Oliveira Leal e Soldado Pedro Fernando Medeiros dos Santos, agora estão preparados para oferecer um atendimento técnico e humanizado às vítimas de violência doméstica.
Os representantes da 7ª CIPM, Cabo PM Éder de Oliveira Leal e Soldado Pedro Fernando Medeiros dos Santos, agora estão preparados para oferecer um atendimento técnico e humanizado às vítimas de violência doméstica.

Policiais militares da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Santa Rita do Pardo, concluíram com a VI Capacitação do Programa Mulher Segura, realizada de 24 a 28 de junho na cidade de Dourados. O evento, organizado pela Diretoria de Polícia Comunitária e Direitos Humanos (DPCOM), ocorreu no auditório da Unigran e contou com a participação de diversos profissionais que ministraram palestras aos participantes.

Os representantes da 7ª CIPM, Cabo PM Éder de Oliveira Leal e Soldado Pedro Fernando Medeiros dos Santos, agora estão preparados para oferecer um atendimento técnico e humanizado às vítimas de violência doméstica. O treinamento capacitou os policiais para orientar as vítimas e coordenar ações integradas com órgãos como Ministério Público, CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher), Poder Judiciário e Defensoria Pública.

O Program Mulher Segura:
O Programa Mulher Segura (PROMUSE) da PMMS visa monitorar e proteger mulheres em situação de violência doméstica e familiar. Os policiais capacitados realizarão policiamento orientado para enfrentar esse tipo de violência, incluindo ações de prevenção, visitas técnicas e mediação com vítimas, familiares e agressores, encaminhando-os aos serviços de apoio municipal.

Continua após a publicidade

Durante a capacitação, palestrantes e equipes técnicas compartilham conhecimentos sobre fiscalizações, visitas técnicas e atendimento humanizado, proporcionando uma rica troca de experiências entre os participantes. Mais de 40 profissionais, entre operadores de segurança pública e civis, agora estão melhor preparados para contribuir no combate à violência doméstica na região.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias