Publicidade

Morador de Santa Rita do Pardo vai até Brasilândia e ameaça namorada de 14 anos dentro da escola

Funcionária da unidade informou que o suspeito adentrou na escola alegando que seria de uma fazenda, e que precisa dar um “recado” à aluna

16/05/2024 às 18h52
Por: Redação Fonte: Santaritense
Compartilhe:
Viatura da PM de Brasilândia em ocorrência na manhã desta quarta-feira, - Foto: Rádio Caçula
Viatura da PM de Brasilândia em ocorrência na manhã desta quarta-feira, - Foto: Rádio Caçula

Um caso de ameaça e injúria foi registrada durante a manhã da última quarta-feira, 15, em uma escola estadual, localizada em Brasilândia. As informações são do site Rádio Caçula.

Por volta das 8h da manhã, a equipe da Polícia Militar foi acionada pela diretora da unidade educacional, localizada no bairro Cohab, onde segundo informações, um suspeito de 23 anos teria ingressado na escola e realizado ameaças contra três alunos – de 14, 15 e 17 anos.

Após proferir as ameaças, evadiu-se do local em uma motocicleta com placas de Santa Rita do Pardo. Porém, metros depois, o mesmo foi visualizado pelas equipes policiais, chegando a tentar fugir novamente, entrando em um comércio local. Ao ser dada voz de abordagem, o indivíduo confessou ser o autor das ameaças, sendo preso e algemado, devido à possibilidade de fuga.

Continua após a publicidade

Uma funcionária da unidade informou aos policiais que o suspeito adentrou na escola alegando que seria de uma fazenda em Santa Rita do Pardo, e que precisa dar um “recado” à aluna de 14 anos, que teria um relacionamento com ele.

Ainda ao se dirigir para a sala onde a jovem estava, pediu para a professora para que falasse com a aluna para “dar um recado”, porém quando a docente se afastou, começou a exigir satisfações da menor em tom de ameaças, contido por outros estudantes da unidade, até ser conduzido até a parte de fora da escola. Já os outros jovens, de 15 e 17 anos, alegaram que o criminoso tem também enviado mensagens ameaçadoras a eles.

Continua após a publicidade

Para a equipe, o suspeito alegou que não fez nada porque teria visto a viatura da PM, mas que “ficaria o dia todo na cidade” se precisasse para poder tirar satisfação com ambos. 

A vítima, de 15 anos, solicitou uma medida de afastamento contra o suspeito, além de manifestar a vontade de representar criminalmente contra ele. Uma equipe do Conselho Tutelar foi acionada, e acompanhou os menores até a Delegacia de Polícia Civil para maiores providências. Já a moto foi apreendida.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias